Algumas pessoas decidem parar de consumir leite e derivados, mesmo que tenham o intestino saudável, por estilo de vida (como o veganismo) ou para seguir alguma dieta específica, com objetivos que incluem a perda de peso, por exemplo. Mas, será que essa opção pode acarretar no desenvolvimento da má digestão de lactose?

Quando você entende o funcionamento da enzima lactase no organismo, é natural pensar que o corpo possa “relaxar” ou parar de produzir as enzimas quando não são mais acionadas, resultando na dificuldade para digerir o leite quando consumido novamente. No entanto, não é assim que o corpo humano reage!

A má digestão da lactose só acontece quando o indivíduo já tem uma predisposição genética. O que pode acontecer é: a ineficiência da enzima fabricada pelo corpo começa aos 2 anos de idade e vai piorando com o decorrer dos anos. Mas, quando a criança deixa de ser amamentada e continua sendo alimentada com leite, a atividade das enzimas pode ser estendida por um longo período de tempo, perdendo sua eficiência e mostrando os primeiros sinais de má digestão mais tardiamente (em alguns casos, só aparece na idade adulta).

Então, se você passou um tempo sem ingerir leite e derivados, mas ao consumi-los novamente sentiu desconfortos, dores e outros incômodos, saiba que esses dois fatores não têm ligação! Provavelmente, você sempre teve uma predisposição à má digestão da lactose, mas só a desenvolveu com o passar dos anos. Em todo caso, lembre-se de consultar o seu médico e seguir todas as suas orientações. 😉